RPGBrasil.Org
Se Você não é Membro, Cadastra-se Agora é rapido e fácil.
Venha Participar do Melhor Forum de RPG voltado a um Cenário.
Últimos assuntos
» GRANDES LORDES
Ontem à(s) 12:33 pm por Bordini

» POPULAÇÃO DO REINO DOS MORTOS
Qui Nov 16, 2017 5:48 pm por druidadp

» REFERÊNCIAS DO REINO DOS MORTOS
Ter Nov 14, 2017 5:59 pm por druidadp

» IDÉIAS DE AVENTURAS EM ERA (Colaborativo)
Ter Nov 14, 2017 5:17 pm por druidadp

» Bracelete Olho de Rallor
Ter Nov 14, 2017 2:25 pm por druidadp

» POLÍTICA DE FRONTEIRAS [APROVADO]
Qua Nov 08, 2017 2:00 pm por druidadp

» [AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial
Dom Nov 05, 2017 6:07 pm por Élisson Machado

» musica que inspira uma sessão de rpg
Sab Nov 04, 2017 10:04 am por draculino

» Um projeto de novembro de Aguas Misticas
Seg Out 30, 2017 9:46 pm por draculino

» Utilitários
Seg Out 30, 2017 4:20 pm por druidadp

» Biocyberdrama roteiro de Edgar Franco ilustrado por Mozart Couto
Dom Out 29, 2017 11:33 am por draculino

» Filmes de Akira Kurosawa que inspiram uma sessão de rpg
Dom Out 29, 2017 11:14 am por draculino

» PRINCIPAIS GUERRAS [APROVADO]
Qui Out 19, 2017 11:25 am por druidadp

Os membros mais ativos da semana
druidadp
 
Fininho
 
AzorHexx
 
Bordini
 

Os membros mais ativos do mês
druidadp
 
Fininho
 
Bordini
 
Élisson Machado
 
draculino
 
AzorHexx
 

Quem está conectado
3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 162 em Sab Fev 26, 2011 7:45 am
Conectar-se

Esqueci minha senha

Visitas
Flag Counter

[AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ESTE MATERIAL ESTÁ

0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
 
Total dos votos : 0

[AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial

Mensagem por Élisson Machado em Sab Nov 04, 2017 10:13 pm

EDITADO PELO COORDENADOR:
MOTIVO: votação paralisada até que o texto se encaixe com os demais descritivos oficiais de ERA.


Calor... Sentia ele, nada mais. Trajava uma longa veste de tecido marrom como terra, seu capuz era grosso e sujo. Caminhava em direção às longas rochas na costa norte da ilha, com a companhia da solidão.
Chegando ao seu destino, ajoelhou-se, ergueu seu rosto cinza e cartilaginoso para cima e gritou algumas palavras em algum dialeto.
- SNOX LES KN DOWF CROAC! - Essas eram as palavras - SNOX LES KN DOWF CROAC! - gritou mais alto e com mais emoção - SNOX LES KN DOWF CROAC! - O terceiro grito soou mais como desespero. O silêncio predomina o momento, os raios solares que refletem seu rosto da a sensação de queimar sua pele. Mas não... Não aquela pele. Revestida naturalmente como uma espécie de cartilagem, cinza como fumaça de uma fogueira e espessa como sangue ainda quente... Em um súbito instante ele abaixa sua cabeça velozmente e dessa vez não grita mas sim, faz uma prece:
- Blounk les kn Jollian sperkvob - disse calmamente e repetiu - Blounk les kn Jollian sperkvob - Escorria lágrimas de seus olhos profundos e negros - BLOUNK LES KN JOLLIAN SPERKVOB! - A terceira vez ele grita e chora, a emoção daquelas palavras o toca.
Após isso ele se levanta e retorna de onde veio.
A Ilha Árida é repleta de segredos, explorações não concluídas, algumas sim... Os favaros, povo que reside na Ilha, nao costumam ser receptivos com tais exploradores. Mesmo com tanta força sensorial e inteligência épica, não são organizados para um combate sem um líder. Eles necessitam que alguém nos coordene, dê regras e os incentivem, ninguém se sente no direito de liderar. Até o dia do gemido...
Ele chega, após meio dia de caminhada. As rochas são distantes do pequeno castelo da ilha. Ele vem a passos curtos, e muito cansado. Alguém o vê se aproximando do portão do pequeno castelo.
- Gramarcel, vejo que peregrinou. Sente-se bem?
Gramarcel o encara atentamente, sua expressão facial se fecha. Sua boca era uma linha horizontal e firme. O que ele responde é apenas:
- Vejo que estás solto novamente, Ezrus.
Gramarcel segue seu caminho passando o portão do castelo, deixando o colega Favaros para trás.
No castelo não havia muito, pequenas cavernas improvisadas de grandes rochas e uma grande estrutura construída com pedras e alguns troncos de árvores da costa da ilha. Ali era o Templo MalmsKorcs, um lugar onde era produzido um simples fruto, onde quem o comece, obtiria um excelente aprimoramento em habilidades sensoriais. Uma pequena mordida eleva seu poder magicamente. E foi pra lá que Gramarcel se dirigiu.
A Ilha Árida não possui muitos habitantes, os Favaros, não podem se reproduzir, não possuem órgãos sexuais. A origem desse povo ainda é desconhecida, como chegaram a essas terras? É uma verdadeira incógnita. O castelo que até o presente momento estava com alguns Favaros seguindo caminhos diferentes. Alguns entrando no castelo, outros saindo... Mas em um instante, tudo parou. Não havia ninguém. O clima mudou. A temperatura caiu bruscamente... Será que realmente não havia ninguém?
Gramarcel sai as pressas do templo MalmsKorcs, com uma certa dificuldade para correr, seus olhos focam o horizonte... Passa pelo portão do castelo e segue para a costa norte novamente.
Alguém o viu passar pelo portão, e no mesmo instante o segue discretamente...
O clima realmente havia mudado, agora a noite e o frio predominava a costa da ilha. Sons de rangidos e grunhidos dava para ser ouvidos dali. Mas um em especial chamou a atenção de Gramarcel, lá nas rochas, onde algumas horas atrás ele havia feito suas preces, alguém teve lá? Como?
Quando chegou ao local, Gramarcel viu. Enrolados em pedaços de seda fina, além disso não havia vestes alguma. Tom da pele mais rosado do que a sua, os poucos cabelos que possuía, eram negros como a noite que ali estava. Chorava... Não sabia se era frio, fome... Ou medo. Gramarcel o pegou em seus braços. O bebê não passava do tamanho de Adaga. Gramarcel o encarava, o aproximou em seu peito, até que...
- Aaaaaaaah! Gramarcel o que estás fazendo?
Gramarcel sem demonstrar medo algum, se vira e fica frente a frente com alguém o chamou.
- Ezrus... Me seguiu? Porquê? O que queres?
Ezrus não conseguiu olhar no olho, pois se fixou no bebê que Gramarcel o tinha nos braços.
- O que é isso em seus braços? Um humano? Aqui? Como? Temos que matá-lo, ele não é bem vindo. Deve ser um explorador de pequeno porte. Mate-o Gramarcel!
- Vois o vê como explorador? Sinto lhe dizer que estás enganado. - Gramarcel o afronta. Olhando diretamente em seus olhos.
- Como diz isso? - Ezrus se espanta.
- Esse humano é o que estamos procurando a tempos Ezrus. Ele é o nosso líder.
Os dois colegas Favaros depois de um longo tempo, voltam ao castelo com o pequeno bebê. Não podiam imaginar o que estava chegando junto aquele pequeno humano... Os ventos diziam, mas nenhum favaro com seu alto poder sensorial conseguiu entender.
avatar
Élisson Machado
Camponês

Camponês

Masculino
Número de Mensagens : 14
Idade : 19
Localização : Porto Alegre - RS
Desde quando você joga RPG? : 2009 - Mas não sou bom conhecedor.
Reputação : 0
Pontos : 658
Data de inscrição : 17/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial

Mensagem por druidadp em Dom Nov 05, 2017 6:03 pm

Olá Élisson, primeiramente curti muito o seu conto.... gostei muito da ideia do FRUTO que aumenta o efeito extrassensorial.

Porém há um erro na história, Morgdûn foi deixado na ilha com 13 anos e não quando era um bebê. Tal história pode ser lida na história do REINO DOS MAGOS - http://goo.gl/ONRnXz - precisa corrigir isso no conto para que o material seja aprovado.

CRONOLOGIA PARA AJUDÁ-LO:

613: Ecatron tem um filho bastardo na Guerra de Solenil.
625: Cidade Morta é descoberta pelo explorador Jacol. É um espanto para todos.
626: Ecatron manda exilar seu filho bastardo nas terras áridas, atual Ilha da Morte.
630: Uma chacina ocorre em Lamart, onde todos os elfos são assassinados e impedidos de voltar a cidade.
632: Ecatron trava batalha na Ilha do Dragão contra Piratas e Cosários
633: Retorna rapidamente ao reino devido a mensagem de Mortos atacando a região.
Morgdûn recebe a visita da Morte e passa a se chamar Morderôn.
O Combate chamado "As seis noites sem dia", onde Ecatron desaparece e o Reino dos Magos é dividido entre Reino dos Anões e Reino dos Humanos.
- Fundada a cidade da Ponte.
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18677
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26067
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial

Mensagem por Élisson Machado em Dom Nov 05, 2017 6:07 pm

Boa Tarde... Obrigado por avisar. Peço desculpa mas realmente passou batido. Perdão. Irei corrigi-lo e tentar adapta-lo.

avatar
Élisson Machado
Camponês

Camponês

Masculino
Número de Mensagens : 14
Idade : 19
Localização : Porto Alegre - RS
Desde quando você joga RPG? : 2009 - Mas não sou bom conhecedor.
Reputação : 0
Pontos : 658
Data de inscrição : 17/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [AGUARDANDO CORREÇÃO] Favaros - Um Olhar Sensorial

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum