RPGBrasil.Org
Se Você não é Membro, Cadastra-se Agora é rapido e fácil.
Venha Participar do Melhor Forum de RPG voltado a um Cenário.
Últimos assuntos
» Homens Ratos
Ontem à(s) 10:29 pm por druidadp

» SEJA PARTE DO CONSELHO DE ERA
Qui Set 14, 2017 7:54 am por druidadp

» COMO CRIAR UM PROJETO
Qua Set 13, 2017 3:48 pm por druidadp

» algumas reflexões sobre a caracterização da contribuição do mundo Antigo
Ter Set 12, 2017 2:59 pm por draculino

» Trilha sonora metal
Ter Set 12, 2017 12:14 pm por draculino

» Quelenthor - Adotado por SEDEL
Ter Ago 29, 2017 5:42 pm por druidadp

» O Grande Forjador
Qua Ago 23, 2017 3:38 pm por druidadp

» ADOTE UMA CIDADE - O Projeto
Qua Ago 16, 2017 9:45 am por SEDEL

» Coroa de Lehoi Thar (Artefato)
Ter Ago 15, 2017 1:13 pm por druidadp

» Equipamento padrão de Oficial Explorador
Dom Ago 13, 2017 11:04 pm por druidadp

» Porque os Cavaleiros precisavam de escudeiros
Sex Ago 04, 2017 11:15 am por druidadp

» Peso das Armaduras Medievais
Sex Ago 04, 2017 11:02 am por druidadp

» Revista RPGBRASIL.ORG - Edição 02
Sex Jul 14, 2017 11:16 am por druidadp

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de RPG Brasil em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de RPGBrasil.Org em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Visitas
Flag Counter

Umberto Eco, medievalista

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Umberto Eco, medievalista

Mensagem por draculino em Qui Set 17, 2015 2:14 am

Sinopse: O objetivo de Draculino é falar sobre a atividade crítica de Umberto Eco e seu romance O Nome da Rosa.

Umberto Eco (1932) teórico da abordagem semiológica dos meios de comunicação de massa (ou Indústria Cultural, como chama a Escola de FRankfurt), lançou em 1980, o romance  O NOME DA ROSA, que mais tarde foi adaptado ao cinema.



O romance foi precedido de notável atividade crítica. Em 1962 Eco defendeu o conceito de que OBRA ABERTA é aquela que oferece a possibilidade simultânea ou sucessiva de várias leituras ou interpretações. Segundo o escritor italiano essa ambiguidade ou "abertura", constante em toda obra de arte, tornou-se hoje a preocupação básica do artista que já trabalha o material para lhe dar forma aberta. Em APOCALÍTICOS E INTEGRADOS mapeia as duas tendências em relação aos meios de comunicação social (mass media, em inglês). Aquela dos que os acusam de superficialidade e conformismo ("apocalíticos")  e a outra que os defendem como são ("integrados"). Em ESTRUTURA AUSENTE (1968) desenvolve pesquisa sobre vários sistemas de signos e símbolos.

O romance em questão revela este conjunto de reflexões. A estória começa no ano de 1327 depois de uma morte ocorrida num mosteiro da Itália. O frei Guilherme de Baskerville e o noviço beneditino Adso de Melk, são chamados para resolver o mistério, a pedido do abade.



Draculino partiu!!!!


Última edição por draculino em Qui Set 17, 2015 3:19 am, editado 1 vez(es) (Razão : Video de analise filosofica do filme O Nome da Rosa)
avatar
draculino
Aventureiro N. 3

Aventureiro N. 3

Masculino
Número de Mensagens : 241
Idade : 58
Localização : rio de janeiro rj brasil
Humor : palhaço
Desde quando você joga RPG? : Não lembro
Reputação : 3
Pontos : 2032
Data de inscrição : 25/06/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum