RPGBrasil.Org
Se Você não é Membro, Cadastra-se Agora é rapido e fácil.
Venha Participar do Melhor Forum de RPG voltado a um Cenário.
Últimos assuntos
» PRINCIPAIS GUERRAS [APROVADO]
Qui Out 19, 2017 11:25 am por druidadp

» POLÍTICA DE FRONTEIRAS
Ter Out 17, 2017 5:54 pm por druidadp

» UM BREVE ENTENDIMENTO [APROVADO]
Ter Out 17, 2017 11:16 am por Fininho

» NOVA HERALDICA / BRASÃO / SÍMBOLO - REINO DOS MORTOS [APROVADO]
Seg Out 16, 2017 9:33 pm por druidadp

» Qattus - Homem Lince
Qua Out 11, 2017 5:23 pm por druidadp

» O que é RPG?
Ter Out 10, 2017 9:42 pm por druidadp

» HISTÓRIA DO REINO [APROVADO]
Seg Out 09, 2017 10:57 pm por druidadp

» SEJA PARTE DO CONSELHO DE ERA
Seg Out 09, 2017 10:13 pm por AzorHexx

» BEM VINDO A ERA
Seg Out 09, 2017 9:32 pm por druidadp

» A alternativa de boal a estetica de Hegel.
Dom Out 01, 2017 7:08 pm por draculino

» A alternativa de hegel à poética de aristóteles
Dom Out 01, 2017 6:31 pm por draculino

» CRONOGRAMA e EQUIPE
Qua Set 27, 2017 11:24 am por druidadp

» ESTRUTURA DO LIVRO
Qua Set 27, 2017 11:18 am por druidadp

Os membros mais ativos da semana
druidadp
 
Fininho
 
AzorHexx
 
Élisson Machado
 
Bordini
 

Os membros mais ativos do mês
druidadp
 
Fininho
 
AzorHexx
 
Élisson Machado
 
draculino
 
Bordini
 
Tuk
 
Jerock
 

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 162 em Sab Fev 26, 2011 7:45 am
Conectar-se

Esqueci minha senha

Visitas
Flag Counter

Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Carol em Ter Jan 22, 2013 7:52 pm

Galera da uma olhada oque saiu na internet!!!







Mais imagens e algumas informações eu coloquei lá no meu blog, poderia postar tudo aqui, mas é que já deu um trabalhão danado colocar todas elas lá hahaha

E ai oque acharam???

http://terradasfabulas.blogspot.com.br/2013/01/novidades-sobre-o-d-5-edicao.html
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3294
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Fininho em Qua Jan 23, 2013 9:20 am

Perfeitas as ilustrações.. showww... nem tava sabendo da 5ª edição hehheh
avatar
Fininho
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 6284
Idade : 34
Localização : Varginha/MG - Vilarejo de Camponeses do Bom Pastor
Humor : Palhaço.
Desde quando você joga RPG? : Ahh um Tempo Bom ai !!
Reputação : 25
Pontos : 10027
Data de inscrição : 23/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por druidadp em Qua Jan 23, 2013 9:37 am

Muito boa mesmo...

A 4ª não vingou mesmo né..... tá igual Windows, risos.
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18646
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 25987
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Carol em Qua Jan 23, 2013 12:14 pm

haahauahauahuaau adorei a comparação com o Windows.

Mas então, eu não curti a 4º edição não, e lá com os meus amigos da até briga, porque eles ficam nessa de que ela é melhor e talz, mas eu nem entro no mérito de falar oque é melhor e oque não é, e sim no mérito de dizer "Não gostei, porque não me diverti"

De qualquer forma, esse novo D&D 5º edição, ou D&D Next, promete, eu estou empolgada com ele, e dessa vez pretendo acompanhar o lançamento. Assim que ele for publicado no Brasil pela Devir (ou Deve vir como a gente gostava de chamar carinhosamente) pretendo comprar tudo e chamar todos os amigos pra jogar.

Eu curti muito as ilustrações, o pessoal até agora não curtiu muito, eu achei que é porque ela ficou infantil, mas até ai, foi justamente isso que mais me atraiu.
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3294
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por MilkShakespare em Qua Jan 23, 2013 3:26 pm

Só não ter uma tonelada de livros para se poder jogar...
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 30
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2529
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por warlock em Sab Jan 26, 2013 11:00 pm

magnífica são as artes gráficas do D&D, o pessoal da Wizards sabe lançar produtos, a qualidade do material é que não vai faltar no final das contas. Entretanto, em termos de regras, considero a mecânica das regras imperfeita, independente do quanto fizerem melhorias no sistema. O D&D já nasceu para essa incompletude mecânica, incompletude esta que vende livros e mais livros. Se por acaso o projeto inicial fosse tão perfeito em termos de regras (como o Gurps, que para mim é o mais perfeito rpg, sendo um sistema mais equilibrado e realístico), não veríamos tantas mudanças de um lançamento para outro. E como a lógica de mercado em obediência ao consumismo pede sempre constantes inovações e aperfeiçoamentos, não poderia ser diferente a tática da Wizard.

Assim, a chave para o D&D dar tanto sucesso, além de seu primoroso marketing, é a sua constante transformação do sistema.
avatar
warlock
Aventureiro

Aventureiro

Masculino
Número de Mensagens : 113
Idade : 33
Localização : Belo Horizonte
Humor : de noiado
Desde quando você joga RPG? : desde 1995
Reputação : 0
Pontos : 2561
Data de inscrição : 22/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Carol em Dom Jan 27, 2013 12:42 am

Bem observado Warlock.

Em tempos de obsolescência programada, nada mais natural que esperar que o sistema fique em constante evolução e tenha prazo de validade para que a empresa continue lucrando e nos convencendo a comprar cada vez mais e mais material.

O GURPS pode não ter essas modificações todas, mas em compensação ele tem suplementos e cenários infinitos! Parece que tudo, mas absolutamente tudo, já foi adaptado para GURPS.

Porém, mesmo tendo jogado pouco esse sistema, ele não me é de todo o agrado, acho ele simplista demais em alguns aspectos, e complexo demais em outros. Mas ai já sao outros 500.

Porém, como disse anteriormente, eu estou disposta a comprar a 5º ediçao, a entrar novamente no RPG com a atualização mais recente do D&D com cenários e tudo mais, e dessa vez pretendo comprar os livros conforme eles forem sendo lançados, e acrescentando coisas na campanha conforme eu os for lendo. Ta ai uma coisa que eu sempre quis fazer, mas nunca consegui.
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3294
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por warlock em Seg Jan 28, 2013 12:07 pm

Carol escreveu:Bem observado Warlock.

Em tempos de obsolescência programada, nada mais natural que esperar que o sistema fique em constante evolução e tenha prazo de validade para que a empresa continue lucrando e nos convencendo a comprar cada vez mais e mais material.

O GURPS pode não ter essas modificações todas, mas em compensação ele tem suplementos e cenários infinitos! Parece que tudo, mas absolutamente tudo, já foi adaptado para GURPS.

Porém, mesmo tendo jogado pouco esse sistema, ele não me é de todo o agrado, acho ele simplista demais em alguns aspectos, e complexo demais em outros. Mas ai já sao outros 500.

Porém, como disse anteriormente, eu estou disposta a comprar a 5º ediçao, a entrar novamente no RPG com a atualização mais recente do D&D com cenários e tudo mais, e dessa vez pretendo comprar os livros conforme eles forem sendo lançados, e acrescentando coisas na campanha conforme eu os for lendo. Ta ai uma coisa que eu sempre quis fazer, mas nunca consegui.

Carol, quase sempre fui um fan-boy do D&D, joguei desde as primeiras edições, e acompanhei as transformações desse mundo, principalmente na terceira edição. No entanto, angustiava-me o desequilibrio de classes, tais como mago de nível alto, preparado, sempre VENCE um guerreiro (em campo de batalha sem circunstâncias atípicas), o clérigo altamente owerpower, e por aí vai. Mas isso seria assunto para outro tópico.

no entanto, apreendi a apreciar o Gurps ao longo do tempo. Na verdade, redescobri a potencialidade do sistema, a sua possibilidade de simulação de uma realidade, aproximando mais de uma idealização de um combate. Isso sem falar na magia, que é algo muito mais lógico de se compreender, do que aquele rol infindável de opções no livro do jogador.

Também seria possível adotar uma progressão de D&D no Gurps se quiser, com talentos, bonus, perícias e tudo mais, para quem é mais envolvido a mecânica clássica.

Isto não quer dizer que abandonei o sistema D&D quinta edição. Mas ultimamente, estou mais propenso a mestrar o Gurps do que o D&D.
avatar
warlock
Aventureiro

Aventureiro

Masculino
Número de Mensagens : 113
Idade : 33
Localização : Belo Horizonte
Humor : de noiado
Desde quando você joga RPG? : desde 1995
Reputação : 0
Pontos : 2561
Data de inscrição : 22/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jan 28, 2013 1:27 pm

Imaginar um sistema adequado às possibilidades de combate e que satisfaça virtualmente todas as expectativas é de se considerar improvável. De fato, o D&D apresenta lacunas a serem preenchidas sempre e sempre, devido a constante atualização.

Porém eu considero que o sistema d20 necessita não de complementações e implementações, mas de interpretação. É ! isso mesmo, interpretação. Não menciono interpretação de personagens, mas do próprio sistema. Jogar RPG seguindo à risca todo o aparato sistêmico é pedir pra condenar e queimar todos os livros ao longo do tempo.

Tem de ter esta maleabilidade por parte do entendimento e consequencia dele será o equilíbrio requerido e almejado em RPG.

A vinculação de regras, a ponderação constante em cada instante onde se se depara a " falta" de uma regra... isto é o mal entendimento das regras.

Bem, esta é minha opinião e não uma revelação do além. O sistema comporta todos os casos e acasos ocorridos durante uma partida, porque ele, consoante o cenário, se "autoexplica" e se "autoadapta". Basta um aprofundamento constante nas regras e muitas simulações para evitar impasses.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 30
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2529
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Cecil Break em Seg Jan 28, 2013 2:02 pm

Também não curti o D&D 4.0. Na verdade, quando joguei (e até mestrei) me senti como jogando um "RPG de mesa online", ganhando pontos de skill e distribuindo numa tabela imensa com uma quantidade vasta de opções que me deixaram confuso. Bem, talvez esta também seja a razão do porquê muitos RPGistas, diferente de mim, gostaram.

Enfim, o sistema ficou tão focado em regras, poderes, bônus e penalidades que a intepretação foi deixada de lado. Sei que muitos narradores diriam: a interpretação quem faz é o jogador e não o sistema. Mas há sistemas que cooperam com isso e existem sistemas que não. O 4.0 definitivamente leva um grande NÃO nesse aspecto: não vale a pena se especializar em qualquer outra coisa a não ser em algo que esteja diretamente voltado ao combate.
Seja qual for a opinião do indivíduo, o fato é que o 4.0 não deu certo nem aqui, nem nos Estados Unidos, nem na China. Números comprovam que a edição 3.75 (Pathfinder) lucrou muito mais do que a 4.0 (isso deve ter massacrado os idealizadores do D20 Open Game Licensed).

Vendo isso, a Wizards percebeu que os jogadores não são suscetíveis à mudanças bruscas e, de acordo com algumas informações que ando lendo por aí, decidiu resgatar alguns aspectos das edições anteriores, buscando retomar a fidelidade dos antigos jogadores e mantendo a dos novos.

Minhas expectativas para o 5.0 são enormes. Eu acredito mesmo que coisa boa vai sair daí...
avatar
Cecil Break
Camponês

Camponês

Masculino
Número de Mensagens : 35
Idade : 29
Localização : Ceará
Desde quando você joga RPG? : Desde 1997.
Reputação : 0
Pontos : 1777
Data de inscrição : 28/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por druidadp em Seg Jan 28, 2013 2:45 pm

warlock escreveu:
Carol escreveu:Bem observado Warlock.

Em tempos de obsolescência programada, nada mais natural que esperar que o sistema fique em constante evolução e tenha prazo de validade para que a empresa continue lucrando e nos convencendo a comprar cada vez mais e mais material.

O GURPS pode não ter essas modificações todas, mas em compensação ele tem suplementos e cenários infinitos! Parece que tudo, mas absolutamente tudo, já foi adaptado para GURPS.

Porém, mesmo tendo jogado pouco esse sistema, ele não me é de todo o agrado, acho ele simplista demais em alguns aspectos, e complexo demais em outros. Mas ai já sao outros 500.

Porém, como disse anteriormente, eu estou disposta a comprar a 5º ediçao, a entrar novamente no RPG com a atualização mais recente do D&D com cenários e tudo mais, e dessa vez pretendo comprar os livros conforme eles forem sendo lançados, e acrescentando coisas na campanha conforme eu os for lendo. Ta ai uma coisa que eu sempre quis fazer, mas nunca consegui.

Carol, quase sempre fui um fan-boy do D&D, joguei desde as primeiras edições, e acompanhei as transformações desse mundo, principalmente na terceira edição. No entanto, angustiava-me o desequilibrio de classes, tais como mago de nível alto, preparado, sempre VENCE um guerreiro (em campo de batalha sem circunstâncias atípicas), o clérigo altamente owerpower, e por aí vai. Mas isso seria assunto para outro tópico.

no entanto, apreendi a apreciar o Gurps ao longo do tempo. Na verdade, redescobri a potencialidade do sistema, a sua possibilidade de simulação de uma realidade, aproximando mais de uma idealização de um combate. Isso sem falar na magia, que é algo muito mais lógico de se compreender, do que aquele rol infindável de opções no livro do jogador.

Também seria possível adotar uma progressão de D&D no Gurps se quiser, com talentos, bonus, perícias e tudo mais, para quem é mais envolvido a mecânica clássica.

Isto não quer dizer que abandonei o sistema D&D quinta edição. Mas ultimamente, estou mais propenso a mestrar o Gurps do que o D&D.

Sei que nada tem a ver com o assunta, mas gostaria de resaltar. GURPS também é um dos sistema preferidos. D&D é muito divertido, mas GURPS realmente é um GENERIC UNIVERSE ROLE PLAY SYSTEM - permite você jogar com tudo, criar tudo e o melhor, seu equilíbrio é muito bom.

Eu uma sessão de GURPS um dos jogadores mataram um NPC fodão com um simples chute na nuca. Coisa que nunca aconteceria em D&D já que os pontos de vidas de um NPC fodão são infinitamente maiores que o convencional.

Em outra sessão um personagem matou o outro dando uma "frigideirada" na cabeça do outro.

São coisas interessante que podem acontecer em GURPS. Mas enfim... o D&D 4.0 foi exatamente o que o Cecil disse, parece um MMORP de mesa. Não gostei e o pior que gatamos uma boa grana com vários livros que estão lá, parados e empoeirados!
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18646
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 25987
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jan 28, 2013 5:29 pm

Cecil Break escreveu:Também não curti o D&D 4.0. Na verdade, quando joguei (e até mestrei) me senti como jogando um "RPG de mesa online", ganhando pontos de skill e distribuindo numa tabela imensa com uma quantidade vasta de opções que me deixaram confuso. Bem, talvez esta também seja a razão do porquê muitos RPGistas, diferente de mim, gostaram.

Enfim, o sistema ficou tão focado em regras, poderes, bônus e penalidades que a intepretação foi deixada de lado. Sei que muitos narradores diriam: a interpretação quem faz é o jogador e não o sistema. Mas há sistemas que cooperam com isso e existem sistemas que não. O 4.0 definitivamente leva um grande NÃO nesse aspecto: não vale a pena se especializar em qualquer outra coisa a não ser em algo que esteja diretamente voltado ao combate.
Seja qual for a opinião do indivíduo, o fato é que o 4.0 não deu certo nem aqui, nem nos Estados Unidos, nem na China. Números comprovam que a edição 3.75 (Pathfinder) lucrou muito mais do que a 4.0 (isso deve ter massacrado os idealizadores do D20 Open Game Licensed).

Vendo isso, a Wizards percebeu que os jogadores não são suscetíveis à mudanças bruscas e, de acordo com algumas informações que ando lendo por aí, decidiu resgatar alguns aspectos das edições anteriores, buscando retomar a fidelidade dos antigos jogadores e mantendo a dos novos.

Minhas expectativas para o 5.0 são enormes. Eu acredito mesmo que coisa boa vai sair daí...

Bem...

Como é de minha inclinação RPGística comentar estas coisas em lugares inadequados, eu resvalei em algumas marcas no sistema d20. Eu ouvi comentários de que o D&D 4 se parecia com um misto de tudo o que envolve fantasia medieval. E não é à-toa a intenção de tornar o sistema como no mundo virtual, pois o êxodo digital é imenso, um fenômeno que acontece não só no cosmo do entretenimento, mas das artes em geral.

Tentativa frustrada pela imensa quantidade de coisas metidas no sistema, a wizard se vê agora frente a uma imensa tarefa de readaptar o readaptado, readaptando. Bem.

O Druida disse que uma pilha de livros antiquados o deixará uma pilha por ter de adquirir tudo de novo. Agora, nos vemos em uma encruzilhada. Comprar... ou não comprar:- eis a solução ?

Independentemente da nossa opinião, estamos a mercê dos editores "lá de cima". Cabe a nós, pobres mortais, o dever de rumar a livraria e pagar a taxa de uso de um sistema que é aberto a sugestões e que boicota qualquer tentativa de mudança em prol do bem-estar recreativo.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 30
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2529
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Carol em Seg Jan 28, 2013 7:15 pm

Eita que agora o tópico rendeu!!! Gostei de ver!

Warlock

Carol, quase sempre fui um fan-boy do D&D, joguei desde as primeiras edições, e acompanhei as transformações desse mundo, principalmente na terceira edição. No entanto, angustiava-me o desequilibrio de classes, tais como mago de nível alto, preparado, sempre VENCE um guerreiro (em campo de batalha sem circunstâncias atípicas), o clérigo altamente owerpower, e por aí vai. Mas isso seria assunto para outro tópico.

Fato! O desequilíbrio das classes era incrivelmente desmotivador. Ninguém queria ser Druida, ou Feiticeiro, ou Bardo, pra quê? Monge então era classe de quem jogava sozinho, ela era fácil de se jogar mas não contribuía em nada para o grupo.

Já no 4.0 as coisas mudaram, as classes ficaram incrivelmente equilibradas, as raças também, em compensação o excesso de equilíbrio limitou a nossa criatividade para construir os personagens. Nos tornamos obrigados a construir "parties" compostas por 4 jogadores sendo 1 tanker, 1 healer, 1 striker, 1 controler... chato demais isso.

o entanto, apreendi a apreciar o Gurps ao longo do tempo. Na verdade, redescobri a potencialidade do sistema, a sua possibilidade de simulação de uma realidade, aproximando mais de uma idealização de um combate. Isso sem falar na magia, que é algo muito mais lógico de se compreender, do que aquele rol infindável de opções no livro do jogador.

A única coisa que experimentei do combate em GURPS que não gostei, foi essa para de turnos de 1 segundo, o cara que narrou pra mim disse que era assim, e era incrivelmente chato dividir as ações dessa maneira, a gente demorava muito pra fazer alguma coisa.

Também seria possível adotar uma progressão de D&D no Gurps se quiser, com talentos, bonus, perícias e tudo mais, para quem é mais envolvido a mecânica clássica.

Ah, mas isso eu acho bobagem. Veja bem, o sistema está lá para primeiramente resolver brigas, desentendimentos, é oque limita o nosso 'faz de conta' para evitar aquelas confusões. Então o subir de nível é a maneira que eles acharam de mostrar que os personagens estão "crescendo" "amadurecendo" "aprendendo novas coisas" "desenvolvendo novas habilidades" etc. Poderia ser uma progressão contínua como é feita no Storyteller msm que é ótimo! E faz mais sentido que do nada mudar completamente.

[...]

MilkShakespare

Porém eu considero que o sistema d20 necessita não de complementações e implementações, mas de interpretação. É ! isso mesmo, interpretação. Não menciono interpretação de personagens, mas do próprio sistema. Jogar RPG seguindo à risca todo o aparato sistêmico é pedir pra condenar e queimar todos os livros ao longo do tempo.

Ta ai uma discussão que eu tb acho maravilhosa.

Até onde a gente deve se apegar ao sistema???

Uma vez seguindo a regra a risca, não há oque se discutir, mas ao mesmo tempo, a palavra final é sempre a do narrador e a verdade é oque ele determina que é, ele é o juiz afinal de contas.

Então, a gente pode colocar em questão novamente a batalha 3.0 x 4.0 do D&D, onde o 3.0 com todos os seus desequilíbrios possuía uma gama de possibilidades e não limitava nem a nossa criatividade, nem as nossas opções. Já o 4.0, perfeitamente organizado e equilibrado, 100% limitante e restrito a basicamente 'bater, matar, pilhar e destruir', um verdadeiro boardgame!

Porém, por mais que o 4.0 possua um sistema a esses moldes, nada obriga os jogadores e o narrador a agir dessa forma, oque me deixou tão revoltada quando joguei com algumas pessoas o 4.0, eles realmente só queria bater, e bater, e bater, e rolar dados para todos os lados. E não se importavam nem um pouco com interpretação nem nada. Isso matou meu divertimento completamente, e me deixou mais estressada ainda quando vi que no combate todo mundo tinha que agir 100% unido, e sempre tinha um babaca metido a fazer oque dava na telha.

Enfim... desabafos de frustração aparte.

Sim, não custa nada o sistema tb ser interpretado. Há quem ame GURPS e o ache simples, há quem o odeie e o ache complicado. É interpretação.

[...]

Cecil (ps: é fã de Final Fantasy?)

Também não curti o D&D 4.0. Na verdade, quando joguei (e até mestrei) me senti como jogando um "RPG de mesa online", ganhando pontos de skill e distribuindo numa tabela imensa com uma quantidade vasta de opções que me deixaram confuso. Bem, talvez esta também seja a razão do porquê muitos RPGistas, diferente de mim, gostaram.

É justamente ai que entra a tal da interpretação do sistema como o Milkshakspeare falou. Quando tudo na ficha e sistema indica "bater, matar, pilhar e destruir" a gente tende a fazer isso mesmo, fica difícil sair desse plano engessado. Mas da pra sair sim!

Seja qual for a opinião do indivíduo, o fato é que o 4.0 não deu certo nem aqui, nem nos Estados Unidos, nem na China. Números comprovam que a edição 3.75 (Pathfinder) lucrou muito mais do que a 4.0 (isso deve ter massacrado os idealizadores do D20 Open Game Licensed).

Sim, também prefiro o Pathfinder, todos preferem, quem não? E sim, o D&D caiu muito as suas vendas nessa 4º edição, perdendo feio para muitos outros títulos em ascensão no mercado do RPG, estávamos na era dos jogos Indie como Fiasco e seus companheiros.

Mas acho que o D20 OGL ainda foi uma sacada genial e deu lucro a rodo para a empresa.

Vendo isso, a Wizards percebeu que os jogadores não são suscetíveis à mudanças bruscas e, de acordo com algumas informações que ando lendo por aí, decidiu resgatar alguns aspectos das edições anteriores, buscando retomar a fidelidade dos antigos jogadores e mantendo a dos novos.

Minhas expectativas para o 5.0 são enormes. Eu acredito mesmo que coisa boa vai sair daí...

Estamos juntos nessa, eu não colocava fé n 4.0, joguei e continuo achando ele um saco, e olha que joguei com diversos narradores diferentes hen!

Estou aguardando ansiosa o 5.0 e o dinheiro para compra-lo.

[...]

RESUMINDO...

A briga do 4.0 x 3.0 é feia mesmo, digna de se ver cadeiras voando. Algo me diz que a 5º edição irá valer muito apena, e que eu vou me divertir horrores com ela e provavelmente a usarei para ensinar diversas pessoas a jogar Wink

Vou ficar de olho em todas as novidades do mundo RPGístico para discutir aqui com vocês.
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3294
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Cecil Break em Seg Jan 28, 2013 8:12 pm

Sim, Carol, um grande fã de toda a série Final Fantasy, especialmente os jogos mais antigos (jogados quando eu ainda tinha o luxo de passar horas na frente no video-game).

Pois bem, também acho que o D20 Open Licensed foi uma ideia genial e, com certeza deu um bom lucro para a Wizards, mas o dano não foi necessariamente no ganho da empresa e sim no orgulho.

Estavam prestes a criar um sistema que julgavam superior e viciante (provavelmente baseado na sensação "era digital" como o MilkShakespeare comentou) enquanto que o 3.5 já estava no limite de suplementos, o que os fez prever que não haveria chance de outra empresa que usa-se seu OGL obtivesse grande sucesso. Tal sucesso seria simplesmente omitido pelo lançamento tão esperado do 4.0.

Eles mal puderam prever que um grupo que usaria de suas próprias ideias poderia desenvolver algo tão novo, mas que, ao mesmo tempo, não se distanciava do legítimo 3.5 e que essa criação fosse render e ser mais aceita do que o próprio 4.0.

Rendeu um bom lucro, é claro, e eles provavelmente não se arrependeram de lançar o OGL, mas, enfim, criaram um obstáculo difícil de ser ultrapassado e vai requerer muita pesquisa e tempo de trabalho novos para alcançar a aceitação dos RPGistas.

Já li na net também que a própria Wizards criou um grupo online de RPGistas reais que têm como objetivo criticar, dar palpite e ideias sobre o novo sistema (estou falando mesmo do 5.0) afim de aproximar os grupos de criação oficiais dos jogadores. A opinião da maioria é o que vale a pena. Bem...eu acho que eles estão bem certos quanto a isso.

Primeiro fórum que soube discutir esse assunto civilizadamente. Razz

Aquisição muito satisfatória. Obrigado pelas opiniões e comentários.
avatar
Cecil Break
Camponês

Camponês

Masculino
Número de Mensagens : 35
Idade : 29
Localização : Ceará
Desde quando você joga RPG? : Desde 1997.
Reputação : 0
Pontos : 1777
Data de inscrição : 28/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por MilkShakespare em Ter Jan 29, 2013 3:01 pm

Bem...

Eu reconheço que, pelo título do tópico, por tudo quanto foi e será comentado aqui, nada desviará o assunto do tema. Pois é da imagem do jogo que se trata. E se é arte gráfica, porque não também tratar as regras como uma arte, visto que ela é impressa. (nossa isso foi às raias do ridículo, mas eu quis fazer uma piada a fim de introduzir mais algumas opiniões, sabe como é : deixem os leitores à vontade e ganhará a sua simpatia).

Durante o tempo em que eu me mantinha ativo na mesa, entre nós, jogadores, havia a mania de misturar vários sistemas e ver no que dava. Era Tagmar com 3d&t, AD&D com soryteller, sistemas inventados com sistemas inventados... Na rua onde morávamos- não exagero- todos os garotos, pelo menos uma vez, jogou RPG conosco. Sério, era a cota de montar dois grupos e dois mestres em uma mesma aventura, tudo simultâneo, todos em sincronia. No final de tudo era uma divertida algazarra.

Foi a partir daí que uns criaram sistemas e decidiram mesclar a coisa toda. Resultado... Ficou uma porcaria.

Anos mais tarde, o grupo "original" fora fixado e, enfim, a coisa foi levada a sério. Experimentamos diversas combinações que renderam ótimas campanhas. Nisto a minha experiência como narrador foi ao Nível 20 e como classe épica mais uns 20 níveis em persistencia em manter o grupo jogando e - o mais importante- se divertindo. Bem.

Nisto eu vivi mentalizando o porquê de não se contentar com os sistemas recentemente lançados, suas discrepâncias e incongruências. Fui levado a crer piamente que, para um jogador experiente, com numerosos sistemas na cabeça - nem mesmo a Física contém tantas fórmulas e teorias quanto o RPG. Sério !- Um único sistema não comporta todas as expectativas do NARRADOR, pois não acode a sua vasta criatividade; e inventar um sistema dentro de um sistema é... cada um pense o que seja.

Os jogadores continuarão a gostar do sistema, seja lá como ele for, a partir da criação de seu personagem e de sua utilidade na mesa. Logo, o jogador gosta de seu personagem, não do sistema.

O narrador gosta do sistema pois ele dá verossimilhança às suas estórias. Logo o narrador ama o sistema, desde que ele se encaixe nas suas estórias.

As possibilidades de jogo aberto, como se vê no d20, reúne em um só sistema todas as atualizações. Digo isso por ser possível a combinação de todos os sistemas atualizados em um único que traduza a estória e envolva as ações dos personagens. Árdua empresa, por certo; digna a recompensa, ao final.

Como disse acima, reunir vários sistemas na tentativa de abarcar todas as ações e decisões dos personagens, jogadores ou NPC's, no intuito de fazer do sistema o norte para se conduzir uma estória pode dar (muito) errado e frustar tanto narradores quanto jogadores. Há os conservadores e os revolucionários. Ambos, hoje, se veem insatisfeitos.

Isso não ocorre em d20.
O fato é que dependemos em grande parte do sistema. Ele nos orienta na tarefa gratificante de criar, e nos atordoa quando confrontado com a criação, quando esta nós pomos em prática. Não podemos proibir uma mesa formada somente por combatentes; nem por arcanos. O que fazer ? O mistério é desvelado na própria estória. Afinal, o narrador é totalmente dependente da criatividade alheia e vítima das vontades de outrem, e pensa estar acima da própria regra a que se conduz uma narrativa; está dependente de como os jogadores querem jogar e ainda tem de criar estórias que se adaptem aos personagens. Erro crasso.

Nisto o d20 prevalece. Pode parecer bobagem, mas agora ele nos oferece uma ampla gama de opções para se equilibrar o sistema em definitivo. Para quem possui todos os livros, ou as versões a partir do 3.0, pode finalmente montar um sistema que se enquadre tanto nas narrativas quanto nos personagens; deixá-los à vontade em criar qualquer personagem sem interferir veementemente na estória, esta criada ao seu bel prazer.

Por fim, não devemos -ainda- julgar um fiasco o novo D&D5. Ele é a chance de encontrar a felicidade ultima no jogo.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 30
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2529
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Carol em Ter Jan 29, 2013 4:45 pm

Cecil (Ahaaaa sabia! Com o nome de Cecil só podia haha)

ois bem, também acho que o D20 Open Licensed foi uma ideia genial e, com certeza deu um bom lucro para a Wizards, mas o dano não foi necessariamente no ganho da empresa e sim no orgulho.

Aaaaah entendi oque vc quis dizer.

á li na net também que a própria Wizards criou um grupo online de RPGistas reais que têm como objetivo criticar, dar palpite e ideias sobre o novo sistema (estou falando mesmo do 5.0) afim de aproximar os grupos de criação oficiais dos jogadores. A opinião da maioria é o que vale a pena. Bem...eu acho que eles estão bem certos quanto a isso.

Sim, ideia muito válida!

Eu fiquei esperançosa com a 5º edição, pois chegou aos meus ouvidos que eles estavam estudando melhor o mercado atual de jogadores. Tipo estudando umas teorias do RPG e dos jogos para satisfazer oque o RPG realmente é, uma experiência diferente.

Vou usar uma analogia para tentar explicar oque quero dizer.

Porque assistir a um filme e porque ler um livro? Qual a diferença entre os dois? O filme vem 100% pronto! Ele te priva de usar a imaginação, sobrando male male o cheiro para vc imaginar e olhe lá. Já o livro exige total e completamente da sua imaginação, tudo vc tem que se dar ao trabalho de criar na sua cabeça.

O mesmo para o RPG e os video games. Nos video games já está tudo 100% pronto, história, trama, cenário, trilha sonora, está tudo devidamente mastigado. Porém no RPG, existe o trabalho de se aprender o sistema, de se entender o sistema, chamar mais de uma pessoa para jogar (com exceção das aventuras solo), criar a história, e por ai vai...

Então, basicamente os designer por trás do D&D deveria se preocupar menos com as mecânicas matemáticas da coisa como o Milkshakspeare comentou, e mais com a experiência de jogo! O 4º edição era muito, mas muito mais equilibrado, e também muito, mas muito mais chato.

[...]

Milkshakespeare

Por fim, não devemos -ainda- julgar um fiasco o novo D&D5. Ele é a chance de encontrar a felicidade ultima no jogo.

Sim, eu também acho!

E sim todo jogador de RPG verdadeiramente apaixonado pelo hoby já tentou criar alguma vez seu próprio sistema, ou suas próprias "house rules" como eu gostava de chamar. Eu mesma tinha um caderno de regras da casa que apresentava para a mesa afim de deixar todo mundo por dentro.

Ver esse novo D&D perguntando aos jogadores oque eles pensam, oque eles acham, oque eles gostam, me leva a crer que será uma excelente nova edição. E também me leva a tentar montar um grupo de RPG pra jogar com o pessoal da faculdade (novamente).
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3294
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por MilkShakespare em Qua Jan 30, 2013 10:42 am

Pois é. " Home Rules", como eu redefino o conceito, posto que a mania de " re-re" anda com todo o vigor.

Pois é. Trade Marketing. O Druida pode explicar com sóbria lucidez este conceito, que analisa e reporta os dados iniciais e finais sobre um produto, desde a sua elaboração até a aquisição final e mesmo o porque desta aquisição.

Contemporaneidade... época de transição da imaginação para a criatividade. Esta é lucrativa, vale inteiramente a pena !

Sem deixar de ser arrogante, mas eu havia consultado a minha inteligência parca e conclui desde o princípio este acontecimento acima referido sobre se estudar o RPG. Isto é feito sempre que algúem decide criar um mundo de campanha e um sistema de jogo compatível. Falei também das incompatibilidades dentro de um sistema, para alguns uma idéia irracional e utópica. Mas isto é uma verdade inconteste.

Agora... vislumbrar e divisar todas as falhas e defeitos é tarefa dos jogadores todos; como também os pontos fortes e a solidez da estruturação, o que é feito quase sempre depois de longo tempo decorrido ao lançamento.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 30
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2529
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novas imagens da arte gráfica do D&D 5º edição

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum