RPGBrasil.Org
Se Você não é Membro, Cadastra-se Agora é rapido e fácil.
Venha Participar do Melhor Forum de RPG voltado a um Cenário.
Últimos assuntos
» Por onde começar?
Qua Abr 26, 2017 4:26 pm por draculino

» 23 e 24 de setembro :: WORLDRPG FEST
Seg Abr 17, 2017 4:51 pm por druidadp

» Pesquisa para TCC. Ajudem quem puder!
Qui Abr 06, 2017 1:49 pm por zebira

» ADOTE UMA CIDADE - O Projeto
Ter Abr 04, 2017 5:31 pm por druidadp

» Águas Místicas - Adotado por Draculino
Seg Abr 03, 2017 5:39 pm por druidadp

» Elfo Alado
Qui Mar 23, 2017 5:49 pm por druidadp

» Homem Tubarão
Qui Mar 23, 2017 5:29 pm por druidadp

» Homens Rãs
Qui Mar 23, 2017 5:04 pm por druidadp

» Sementes Protetoras
Qui Mar 23, 2017 4:43 pm por druidadp

» Mestre D&D 5 zona sul-RJ
Ter Mar 07, 2017 3:34 pm por InoueHime

» Oi!
Qui Mar 02, 2017 11:43 pm por gabi_uliana

» D&D 5 - quanto peso meu personagem consegue carregar?
Qui Mar 02, 2017 11:29 pm por InoueHime

» Tenha seu personagem desenhado no padrão de um livro de Rpg - Aberto a Commissions!
Qui Mar 02, 2017 2:42 pm por Wagner Chrissante

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de RPG Brasil em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de RPGBrasil.Org em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Visitas
Flag Counter

O Cinema do século XX

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Sab Jun 23, 2012 8:41 pm

E eis que eu finalmente resolvo fazer um post só para discutir isso.

Já faz um tempo que os lançamentos do cinema tem me decepcionado. Não, eu não sou uma crítica de cinema, gosto sim muito de assistir a filmes, mas também não manjo absolutamente nada direito. Não sou ninguém para determinar oque é ou não legal, oque é ou não clássico, memorável, significativo, e qualquer bla bla que aquela galera que "manja" de cinema adora.

Não, eu sou apenas uma garota que quer ir ao cinema e sentir seu precioso dinheiro bem gasto.

E mais do que isso, sou apenas uma garota, que quer ir ao cinema para ver uma história diferente daquela que ela JÁ LEU, JÁ VIU, JÁ CONHECEU!

Remakes! Remakes everywhere



[...]

Logo de cara, já começo dizendo que adaptações nunca darão certo. Primeiro porque não é feita para agradar a fãs, que sempre ficam com raiva revoltados porque nada é como eles queriam. E segundo porque o original é sempre de uma "forma de comunicação/expressão" diferente.

Não adianta, num livro funciona de um jeito, num filme de outro, é LÓGICO!

Se alguém escreve um livro imaginando como ele seria se fosse um filme, essa pessoa precisa urgentemente rever seus conceitos como escritor(a). (Nessas horas eu entendo pq o Paulo Coelho nunca deixou que fizesse adaptação das obras dele, esse sim é um escritor!)

E como se não bastasse a onda das adaptações para todos os lugares.

Ainda temos os remakes.

Por tudo oque é mais sagrado, se deu certo da primeira vez, porque tentar re-fazer?????????? PORQUE????

E não para por ai, desgraça sempre vem como uma bola de neve, ainda pegam um filme recente demais para ter remake e lançam ele nos cinemas como 3D...

My god oque foi que eu fiz pra merecer isso?


_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Dom Jun 24, 2012 8:11 am

Carol escreveu:E não para por ai, desgraça sempre vem como uma bola de neve, ainda pegam um filme recente demais para ter remake e lançam ele nos cinemas como 3D...

My god oque foi que eu fiz pra merecer isso?

Homem Aranha.... risos.

Vamos assistir sempre aos mesmos filmes que fizeram sucesso, até que eles não façam mais. Acho que os bons de Hollywood sumiram: James Cameron, Ridley Scoot, Tim Burton. Cadê filmes como Edward Mãos de Tesoura, simples, mas um clássico - Top Gun... filminho de sessão da tarde, mas um bom filme. Namorada de Aluguel, A Lenda de Billy Jean, Goonies - que isso, todos filmes simples, mas filmes gostosos de ver.

O enigma de outro mundo... outro filmes que eu adorava ver, adorava saber que o autor não se apegava a heróis, todos morriam no final. Fizeram uma espécie O ENIGMA DE OUTRO MUNDO o Começo (será que essa moda veio de Exorcista o Início) - o filme começa assistível, mas termina com uma cena de ação nada a ver, que não combina com o contexto do filme. O que tinha a ver os caras acharem aquela nave, a nave ligar, eles correrem pra lá e pra cá, saltando como Indiana Jones e no final se salvarem... poxa, pra que. Filmes não precisa de efeito especial, precisa de história...

Acho que as comédias românticas nesse pontos estão sendo os melhores filmes lançado... tá bom, tá bom.... algumas adaptações de quadrinho são bem feitas e legais, como Homem de Ferro, Capitão América, mas são adaptações, estamos aqui pra falar de criações.... certo.

Alien o oitavo passageiro (apesar de ser um livro), Terminator e Predador - são clássicos do cinema que até hoje ao passar na TV eu paro para assistir. Queremos coisas novas, não quero ver Terminator 2080 ou Alien vs Predador Vs Jason - queremos criatividade, porque já vimos que nestas adaptações o que mais falta é a criatividade, pois pensam que podem superar isso com efeitos especiais.
É George Lucas... mostra pros caras como era feito na sua época e que efeitos especiais não substituem uma boa história.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Dom Jun 24, 2012 8:35 pm

EXATAMENTE!

Eu não sou fan de comédias românticas, mas elas pelo menos tem uma história, mesmo sabendo oque acontecerá no final, a gente assiste para ver o desenrolar porque é legal.

Já acredito que o melhor do cinema está nas animações. Os roteiristas são super criativos, é sempre um filme melhor do que o outro.

E também gosto de ver os clássicos, mas os clássicos são clássicos por um motivo, que nem sempre é ser bom de fato, e mesmo porque bom e ruim também são questão de pontos de vista.

Então oque faz um filme ser clássico?

_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Seg Jun 25, 2012 10:06 am

Carol escreveu:EXATAMENTE!

Eu não sou fan de comédias românticas, mas elas pelo menos tem uma história, mesmo sabendo oque acontecerá no final, a gente assiste para ver o desenrolar porque é legal.

Já acredito que o melhor do cinema está nas animações. Os roteiristas são super criativos, é sempre um filme melhor do que o outro.

E também gosto de ver os clássicos, mas os clássicos são clássicos por um motivo, que nem sempre é ser bom de fato, e mesmo porque bom e ruim também são questão de pontos de vista.

Então oque faz um filme ser clássico?

Também adoro as animação... acho que todo o conteúdo criativo de Hollywood hoje trabalha na PIXAR e outras empresas de animações.

Enfim.... a sua última pergunta é realmente uma incôgnita. Acredito que ser clássico é atingir em cheio os conceitos e preceitos de uma geração e tornar aquele filmes realmente um ícone para toda esta geração. Vejam só:

- Ben hur - é um clássico, mas consegui assisti-lo uma única vez. Minha mãe sempre falava dele, porque na geração dela ele era um clássico. Continua sendo, mas pra minha geração é um filme assistível.

- Predador - é uma clássico para a minha geração, mas com certeza será um filme assistível para a geração do Crepúsculo.

Acho que clássicos se fazem com a época, a cultura daquele tempo e o estilo de pessoal que o filme pretende atingir.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jun 25, 2012 11:51 am

Bem :

Depois daquela discussão acalorada, onde ânimos exaltados consumaram desinteligência, decidi por me manter ativo. Primeiro porque encontrei neste fórum fenótipos compatíveis a meus critérios. Depois, tenho muito a elogiar o trabalho e empenho de todos quantos valorizam e preservam alguma parte do resqúicio de cultura e humanismo dispersos em toda a nação.

Sem mais delongas, vou-me a falar :

O que torna uma obra artística um clássico é ele ser bom. Bom não no sentido de público; bom no sentido em que a arte se revela dum ponto de vista agradável, admirável, surpreendente; que eleva as emoções e faz-nos pensar e refletir sobre nós mesmos e a sociedade, seja ela contemporânea, moderna, clássica, medieval... e por aí vai.

Talvez uma nova perspectiva da coletividade, que perdura por gerações posteriores.
É como disse minha colega, professora de português, em sua monografia sobre semiótica : "É tão bom, mas tão bom, que virou clássico"

A crítica cinematográfica, positiva ou negativa, têm a capacidade de impor ao público mais próximo da arte, os artistas mesmo, opiniões favoráveis ou desfávoráveis sobre algum filme.

Ao público "maior", ou seja, a população leiga em cinema e dramaturgia, ou cinedramaturgia( eu não conheço o termo adequado), basta que o filme tenha o que lhes mais agrada os sentimentos.

Um filme clássico é como uma obra de arte de um pintor renomado : Você imerge na pintura e decifra mistérios ocultos pelo pintor. O filme clássico o faz também.

Você o comenta por dias e dias, examina cada personagem... Pense numa obra clássica. Quais as palavras a respeito dela ? O que todas as gerações falam dela ?

O clássico está acima disso. O que foi considerado bom, permanecerá bom pela eternidade em que for lembrado. As opiniões nunca serão alteradas.

Isso o faz (o filme) um clássico. Você o assiste, o assiste e dele nunca se enfada.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Seg Jun 25, 2012 12:20 pm

Muito bem, vou extender um pouco a pergunta da Carol (tudo bem Carol?) - Sabemos em tese o que faz um filme clássico, mas quais filmes são clássicos para você?

Parei para pensa nisso e veja só: sei que Chalie Chapiling é um clássico, mas sinceramente, eu não assistira a seus filmes nos fins de semana, poque é um clássico, porém fora dos meus padrões atuais para cinema... não nego que o cara era um mestre, mas se é um clássico porque os filmes dele não passam na "sessão da tarde" (usei o termo sessão da tarde para generalizar qualquer canal de filmes, seja TNT, HBO, Globo, SBT, etc).

Então... acho que como o Milk falou: O clássico está acima disso. O que foi considerado bom, permanecerá bom pela eternidade em que for lembrado. As opiniões nunca serão alteradas.

Ou seja, eles continuam clássico, para os estudiosos de cinema, mas para nós, meros mortais, ele é clásscico, mas não é mais lembrado... ou é lembrado, mas apenas como um clássico e não como meio de entretenimento como era em sua época....

Coisa doida né!

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jun 25, 2012 2:52 pm

A classificação de um clássico se dá :

Pioneirismo e qualidade de se tornar uma referência.

Olhemos para Alfred Hitcock; Psicose. É um clássico porque ele introduziu nos filmes do gênero de suspense a cena do banheiro? Sim, e não.

Sim, porque até aqueles tempos, não deixavam os diretores saberem quem era o assassino antes do final do filme. O Sr.Hitcock mudou este quadro.

Ele permite ao espectador estar apreensivo, a dizer à vítima na tela : "Sai daí, o assassino vai te pegar !" E, por fim, a pobre coitada morre a facadas. Daí o público : "Viu sua imbecil, eu te disse pra sair daí!" A atenção passa do assassino para a vítima.

Não, porque a cena do banheiro é apenas uma das muitas "assustadoras", de todos os seus filmes. Assim o penso.

Há toda uma análise do filme feita por profissionais. Mas o que o tornou um clássico foi essa antecipação ao espectador, que substituiu a tensão provocada pelo mistério, que só é devendada ao final da película nos filmes comuns da época.

Ele substituiu as emoções dos antigos filmes , o padrão de reação emocional, por novas reações em filmes de suspense. Ele foi inovador.

E a partir daí a maioria dos filmes ficou mais ou menos assim, com uma moça indefesa a mercê do psicopata. Este sofre de transtornos de personalidade, crise afetiva, e toda a sorte de problemas psicológicos comumente atribuídos ao perfil de homem sanguinolento.

Temos de levar em conta a época em que os clássicos foram filmados, os recursos disponíveis e o contexto social em que ele é originado. Mas, será que as produções atuais podem ser consideradas como clássicos, ou somente em muitos anos poder-se-á classificá-los como tal ?

Quanto ao Charlie druida.... Bem cara, convenhamos que o público em sua maioria não apreciaria um filme que satiriza uma sociedade em que o ator vivera, pouco entenderia de suas piadas mudas porque mal sabem o motivo delas, e muito menos de ser o filme monocromático.

Charles Chapplin é um clássico. Mas quem pode compreendê-lo como tal ?

Acho que se um filme tem a capacidade de inspirar outros ele pode ser um clássico. Se nehuma opinião for desfavorável ele pode ser um clássico. Se ele for o primeiro a apresentar um novo conceito, se assim o posso chamar em meu linguajar ordinário, ele pode ser um clássico.

Não foi assim com TOY STORY? Hoje há abundancia de temas em filmes desse tipo. E fazem muito sucesso, principalmente entre as crianças e os "crianções".

Contudo, não foi a Fuga das Galinhas também assim feita? Se eu não me engano, os produtores usaram aquela técnica de movimentação dos bonecos de massa de modelar, o que já fora empregado anteriormente.

Daí eu pergunto : -" O que de hoje em diante poderá ser usado como inovação nos cinemas e nas produções para cativar o público sedento de novidades"? Eu não sei, honestamente, e nem quero pensar nas possibilidades, das que se falam em ser o futuro da tecnologia. Eu acho que não falta nada ao cinema como espaço; está em falta o cinema como cinema mesmo.

O contexto social muda a cada geração. Os filmes que retratam este contexto também tem a oferecer às épocas posteriores. Daí os remakes, como vocês chamam. O contexto em que foi criado se enquadra no contexto social atual, mas precisa ser modificado. Ele mostra uma faceta não observada, ou inexistente àquela época, mas patente no agora. É um meio de se falar da sociedade, do coletivo, das mudanças, dos estereótipos, dos preconceitos e do ser humano como um todo mutável. É mais fácil copiar, modificar, refazer, do que refletir verdadeiramente sobre o nosso cotidiano.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Seg Jun 25, 2012 8:25 pm

MilkShakespare escreveu:O que torna uma obra artística um clássico é ele ser bom. Bom não no sentido de público; bom no sentido em que a arte se revela dum ponto de vista agradável, admirável, surpreendente; que eleva as emoções e faz-nos pensar e refletir sobre nós mesmos e a sociedade, seja ela contemporânea, moderna, clássica, medieval... e por aí vai.

Hun...

Blz, é ele ser bom...

Oque é ser bom?

Não sei dizer não, porque acho tanta coisa boa que tanta gente odeia. Veja por exemplo, eu acho Arch Enemy uma banda fenomenal, para minha mãe é a pior coisa que ela já ouviu na vida, eu já digo o mesmo do Calipso dela kkkkk

Oque é bom???

E vc citou arte, caramba, oque para os acadêmicos é arte? Porque eu tenho a minha própria definição da coisa, mas oque ademicamente é? Já que nenhum dos professores que tive na vida entrou num consenso.

MilkShakespare escreveu:Talvez uma nova perspectiva da coletividade, que perdura por gerações posteriores.
É como disse minha colega, professora de português, em sua monografia sobre semiótica : "É tão bom, mas tão bom, que virou clássico"

Tão bom que virou clássico, então tem que ser bom para quem? Para a maioria da geração? Para a maioria da crítica?

Porque eu to com medo de Crepúsculo virar clássico desse jeito, tem tanta gente que adora, e marcou com tanta força uma geração... Ai ai ai ai ai

MilkShakespare escreveu:A crítica cinematográfica, positiva ou negativa, têm a capacidade de impor ao público mais próximo da arte, os artistas mesmo, opiniões favoráveis ou desfávoráveis sobre algum filme.

Falando em crítica. Um amigo disse que um professor dele, acredita que um verdadeiro crítico nunca, em hipotese alguma, quer destruir qualquer coisa. Ou seja, se for para fazer uma crítica de apenas falar mal de um filme, e só apontar os pontos negativos para justificar porque aquele filme é uma b%¨&, então o crítico nem se da ao trabalho de escreve-la.

Isso do ponto de vista do dito "crítico profissional" é errado, é anti-ético da parte dele. Mesmo porque, ele só está avaliando uns 10% da obra, que é o resultado final. Ele não tem como avaliar tudo oque aconteceu até chegar naquele ponto.

Bem, não sei se transmiti direito a intenção, mas eu entendi muito bem oque meu amigo quis dizer.


MilkShakespare escreveu:Ao público "maior", ou seja, a população leiga em cinema e dramaturgia, ou cinedramaturgia( eu não conheço o termo adequado), basta que o filme tenha o que lhes mais agrada os sentimentos.

Isso oque eu acho triste. Muito, mas muito triste...

O entendedor de cinema ganha de brinde uma lavagem cerebral/ (de)formação em cinema, que faz com que ele pare de se divertir ao ver um filme. Ai assiste "gigantes de aço" fala que é fraco, e vê "O Anti cristo" e fala que é uma obra de arte (com todo o respeito, eu não consegui ver além de 10 minutos...)

Essa lavagem cerebral, não quero kkkkk

MilkShakespare escreveu:Um filme clássico é como uma obra de arte de um pintor renomado : Você imerge na pintura e decifra mistérios ocultos pelo pintor. O filme clássico o faz também.

Opa....opa... uma coisa nova. "Pintor renomado", quer dizer que o diretor também precisa ser alguém não? Interessante...

MilkShakespare escreveu:Você o comenta por dias e dias, examina cada personagem... Pense numa obra clássica. Quais as palavras a respeito dela ? O que todas as gerações falam dela ?

Olha, sobre comentar por dias e dias. Hun, o mundo hoje comenta por dias e dias, pra depois não comentar nunca mais. The Avengers é um clássico então. Mas não acho que se mantém por tanto tempo. Agora, o povo só sabe falar desse filme, mas até ano que vem, ele para por aqui.

Já olha como a Disney é brutal! Ninguém comenta muito... mas comenta pra sempre. É... se eles tiverem pacto com o k-peta eu acredito kkkk

MilkShakespare escreveu:O clássico está acima disso. O que foi considerado bom, permanecerá bom pela eternidade em que for lembrado. As opiniões nunca serão alteradas.

Isso o faz (o filme) um clássico. Você o assiste, o assiste e dele nunca se enfada.

Olha...

Benhur é um clássico, como Druida disse, e eu me enfadei loucamente, só vi uma vez, e não quero nunca mais!

Outro também, Casa Blanca, para...para... já vi, ta bom. E não me senti feliz depois de ter assistido, papai falou que era bom, e eu fui ver.

[...]

Achei um bocado plausível oque vc disse Druida, sobre marcar uma geração. Não acho que o filme precisa necessariamente "bom", mesmo porque bom é relativo para tantos fatores.

Olha Matrix, quer filme mais clássico que esse? Marcou perfeitamente 1999, revolucionou a estética dos filmes de ação da nossa geração, e... nem ganhou 1 óscarzinho sequer, que triste!

Clube da luta idem!

Esse negócio de filme bom é complicado pra caramba, tem a galera cult (canes), tem a galera mais pop(óscar) tem aqueles que tentam ser mais imparciais (globo de ouro), mas no fim das contas. É sorte... parece coisa de sorte mesmo.

_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Seg Jun 25, 2012 10:17 pm

Carol, quando você falou de Crepusculo tornar-se um clássico... eu te digo, quando escrevi sobre aquilo das gerações eu pensei exatamente nele... e acho que ele já é um clássico para a garotada que assisti.

Daqui 20 anos ele falarão para os filhos deles sobre ess clássico, assim como eu falo de Alien o oitavo passageiro e Alien o resgate - que assisti no mínimo umas 30 vezes na minha adolescência a ponto de saber as falas do filme - são clássicos para mim e para alguns amigos meus. Não são clássicos para minha mãe e nem será para minha filha...

Como você disse... é meio que sorte, marketing, uma boa história e uma geração.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Ter Jun 26, 2012 10:35 am

Estou desorientado a partir de agora. O termo clássico, pelo que foi comentado até então, é subjetivo. A qualidade de clássico "subjetivou-se"? Daí não pode ser clássico mesmo !

Agora, imaginem os cinemas de outros países: ( Sim senhores, países do mundo inteiro também fazem cinema ! ), eles são clássicos ? Não é porque os estadunidenses pomposos estabeleceram o cinema como exclusivamente norteamericano ?

A "classe" desses filmes é de nível superior a de muitos filmes do Tio Sam. O cinema da Africa, acreditem, produz mais filmes do que o dos americanos "lá de cima"; países da Asia, Oriente Médio e Europa, todos tem bons filmes que sequer são comentados. Teve uma exceção por parte de um indiano a algum tempo atrás, contudo não sei bem falar dele.

Eu acho que o cinema norteamericano perdeu seu brilho. Eles só tem a oferecer a mesma coisa sempre. E a maioria das historias que os caras escrevem tem só a ver com o país deles. Quem nao conhece um pouco da cultura norteamericana fica boiando nesses filmes; entediar-se-ão dele facilmente.

Ha filmes que são voltados para um "público alvo", que corresponde às aspirações, medos, certezas, e à visão das coisas do ponto de vista daquele público. Se eu me atrever a assistir este filme, certamente ele em nada me agradará.

Eu quero me fazer entender que os filmes clássicos acompanham algo assim ó :

Clássico dos filmes de terror; Clássico do romance; Clássico do pornô ( êpa, isso tem mesmo viu gente )...

Acho, com toda a certeza, que o clássico retrata as exigências de um filme desse gênero, independentemente do enredo e da aprovação do público e da critica. Daí ele é avaliado por quesitos, sei lá, como no carnaval, por exemplo. Neste ponto, o clássico é, por fim, qualificado por critério de técnica, porém originalidade.

Há filmes da nossa geração, com cenas e personagens que nos identificamos. Há filmes de 1.960, 1.970, 1.980... eu acho que a partir de que temos o conhecimento de como era a sociedade, o comportamento, os costumes, os sonhos.... acho que a partir daí se pode entender um clássico.

O classico está acima do gosto particular de qualquer um. Se você não o acha um classico, tudo bem; milhares de milhares o acham, gostando dele ou não.
O classico... ele causa isso mesmo. Uns falam tal e tal coisa, outros tal e tal... No entanto temos de admitir que ele é. Viu so, como a maioria disse : "Ele é um classico, mas eu...."
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Ter Jun 26, 2012 2:47 pm

Ixe Druida... então meus filhos vão me aguentar falando da trilogia starwars antiga, e meus monólogos sobre como ela revolucionou o cinema norte americano kkk, e também matrix, e também SdA... aaah é família né? Por isso que meu pai fica "noooooooooossa filha esse filme Dr Jivago..." kkkk

[...]

Estou desorientado a partir de agora. O termo clássico, pelo que foi comentado até então, é subjetivo. A qualidade de clássico "subjetivou-se"? Daí não pode ser clássico mesmo !

Sim... subjetivo, beeeem subjetivo. Não estou falando da definição acadêmica de Clássico. (Pq clássico acadêmico pra mim é da época do renascimento, é estética apolínea, que remete a grécia antiga, bla bla)

Acho, com toda a certeza, que o clássico retrata as exigências de um filme desse gênero

Isso é até agora, oque mais me agradou em termos de definição do que é clássico, e do que precisa para se tornar o mesmo.

A problemática em questão é... classificar o gênero!

Mas entendi bem oque vc quis dizer, e agora é tarde, muito filme que eu acho babaquinha é clássico kkkkk, ou pelo menos, pode vir a ser.

off: as vezes gosto de pensar que os filmes da famigerada década 80's só viraram clássicos em peso, de tanto que assistimos na televisão aberta.

Caramba, olha Rambo, Robocop, Exterminador do Futuro, História sem fim, Karatê Kid... e se eu continuar, a lista não acaba NUNCA mais.

E ainda assim, foram filmes tiveram continuações, mania do cinema a eras, de quando algo da certo, repetir a dose até a gente se embriagar.




_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Ter Jun 26, 2012 2:57 pm

Carol escreveu:Ixe Druida... então meus filhos vão me aguentar falando da trilogia starwars antiga, e meus monólogos sobre como ela revolucionou o cinema norte americano kkk, e também matrix, e também SdA... aaah é família né? Por isso que meu pai fica "noooooooooossa filha esse filme Dr Jivago..." kkkk

Minha mãe também fala desse filme Dr. Jivago... e Pássaros feridos... o filme tem mais de 6 horas....

Risos.... infelizmente nunca os vi, se são clássicos. Com certeza, mas clássicos para uma geração diferente da nossa.

Olha que interessante isso: Já notou que temos achado a maiorias dos filmes ruins? Talvez porque não tem sido feito para nós, mas sim para uma nova geração.... para agradar a garotada e não para agradar-nos.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Ter Jun 26, 2012 6:46 pm

Somos escravos agradecidos de gerações que impuseram suas concepções artísticas umas às outras intermitentemente. Uma fala à outra, revela à outra a verdadeira inspiração sublimadora de sentimentos e emoções e paixões humanos, que remete o ser à experiência da plenitude de sua razão de sentir.

Temos a contemplação das estrelas como testemunha e o silêncio das pedras como cúmplice de uma tirania estética, governante supremo sobre toda enlevação dos sentidos, esta ilusória percepção alheia persuasiva que se avoluma acima de nosso discernimento, reinterpretando o interpretado, perpetuando-se a cada etapa da indecisão, do perder-se, do desesperar-se.

Na arte se prepara o desafogo das inquietudes; nela se exercita a admiração pelo ser humano. Em todos os aspectos, faz de nós mera coincidência perante toda a magnitude exteriorizada, toda a formidável perfeição das formas e do conteúdo que nos faz ansear pela vida.

Felicita-se consigo o homem perante a pura arte. Felicita-se por haver ali, naquele instante maravilhoso, o único momento de vida que até agora nunca assim o pôde chamar.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Qua Jun 27, 2012 1:45 pm

Deixa eu ver se entendi, resumindo, arte é qualquer coisa que nos maravilhe? É isso?

Olha que interessante isso: Já notou que temos achado a maiorias dos filmes ruins? Talvez porque não tem sido feito para nós, mas sim para uma nova geração.... para agradar a garotada e não para agradar-nos.

Agora sim! Eu estou começando a me convencer de que eu tenho que ficar de boa.

O cinema é uma industria que não está lá para produzir arte alguma, ela quer é ganhar dinheiro, se o produto final for ou não arte, isso é apenas um bonus, que nem a surpresinha do Kinder ovo.

Sendo assim provavelmente, eu nunca mais serei 100% agradada pelo cinema Sad, uma pena... Talvez de tempos em tempos. Caberá a mim então, filtrar oque eu sei que vai me deixar feliz.

Ótimo,, só vou ao cinema ver filme da Disney kkkk, que continua com mesma fórmula de quase sempre. O resto eu alugo/baixo da internet mesmo, é a vida...

_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Qua Jun 27, 2012 7:25 pm

É Carol.... acho que é isso mesmo. Cinema é indústria e eles fazem o produto pra vender e agradar a maioria, nós provavelmente somos a minoria... e por isso não somos os clientes deles... então.... como você disse, é filtrar e ver aquilo que realmente nos agrada...

Será que mamãe passou por isso? risos.
Tadinha, lembro de quando era moleque que fiz ela assistir Gremilins comigo e ela dormiu em pé (detalhe ficou em pé porque eu estava reclamando que ela estava dormindo), ela deve ter achado um saco.... risos.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Qua Jun 27, 2012 7:28 pm

Viu carol, como era "quente e aconchegante, mas muito breve se tornou gélido; apenas sombras permanentemente encolhidas. Agora, fora da neblina, está se aproximando.
(...)
Parecia divertido, mas subitamente, por um movimento falso, foi tudo pelos ares.
Parecia divertido, mas as vozes cessaram e se foram."

eu me refiro ao deslumbramento que tinha e, então, já era de vez para sempre.

Quanto mais falo sobre as coisas, mais eu descubro que nada tem aquela graça dos tempos de ignorância, da inocência, da ingenuidade. Acho que não estou sabendo lidar com o envelhecimento.

É por isso que eu, assim como você disse, me volto ao passado como consolo presente da esperança futura. "O passado é o presente do futuro"

Aquela idéia de tiozão descolado não tem nada a ver comigo. Eu vou ler aqueles volumes antiquíssimos de páginas amarelas se desfazendo pra ver se me conformo com minha existência anacrônica. Ai, de mim!; Ai, de mim! que não vivo para viver, que sou para não ser ! Ai, de mim !

Eu não me atenho às imagens; sou como os cegos : não veem o mundo; mas o concebem a seu modo.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Carol em Qui Jun 28, 2012 2:31 pm

Pois é Druida, ixe...devo ter deixado meu pai altamente entediado algumas vezes, atualmente eu entedio ele com o Game of Thrones, e fico lhe obrigando a ler o primeiro livro ou assistir ao seriado, ele acha graça...

Quanto mais falo sobre as coisas, mais eu descubro que nada tem aquela graça dos tempos de ignorância, da inocência, da ingenuidade. Acho que não estou sabendo lidar com o envelhecimento.

Pois é...

Essa nostalgia é normal, é comum.

Uma vez eu fui assisti o filme 10.000 Ac. Sai revoltada, achei um filme horrível. Não porque era mal feito, ou com péssimas interpretações, de forma alguma! Mas porque eu vi claramente que eu fui trollada! Enganada na cara dura!

Era apenas mais uma história bem clichê, sendo que eles me prometeram o diferente, só que se passava 10.000Ac ¬¬'

Triste...

E isso me faz até levar em consideração outras coisas, o RPG da minha infância era mais mágico. Antes, era aparecer um Orc e todo mundo se maravilhava.Só o fato de estar jogando RPG era mágico.

Magic the gathering era a mesma coisa, era eu ver uma carta que nunca havia visto, e eu ficava maravilhada, com a ilustração, o texto, os efeitos, tudo.

Hoje, é bem mais banal.

É, acho que tudo se resume a saber crescer, e ver que o mundo mudou.

Querendo ou não, grande parte das nossas revoltas da infância e adolescência estão diretamente relacionadas com o não entendimento dos pensamentos e ideias dos nossos pais, e a dificuldade que temos de entende-los.

Agora a dificuldade é de entender quem vem vindo ai... EU já não entendo as músicas mais, nem os filmes, nem os programas de TV.

_________________
Curta a página do meu blog no facebook

http://www.facebook.com/TerraDasFabulas

Meu blog

Terra das Fábulas



http://terradasfabulas.blogspot.com/
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 27
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3117
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Sex Jun 29, 2012 7:47 pm

Por que será ?

Esta vida individualista que nos faz desdenhar o outro ?

Apego ao passado ?(Hmm... tem um tópico escrito por alguém nete fórum que fala disso que até a Fátima Bernardes copiou em seu "novo" programa na TV !)

Orgulho de velho ranzinza, rabugento ?( pode ser )

Seríamos aquelas pessoas que sofreram com o mal do capitalismo de querer sempre algo novo de novo ? Um choque de ... sei lá, você contra um possível você que quer ser você, mas você não quer ser esse você, porque se você for esse você, você não será aceito pelo você que você realmente você é. Esses vocês se distanciam de você e você fica sem saber se você ou você pode existir sem você. Neste ínterim você não é, e, portanto, não saber se você ou você ou você valem o sacrifício de ser realmente você, faz com que você fique assim como você está.
Entendeu ?

Uma vez eu perguntei a uma mulher : " Viver é complicado ? ao que ela respondeu: "Não !, CONVIVER é que é complicado". Eu me convenço que ela está certa.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por druidadp em Sex Jun 29, 2012 7:51 pm

Carol e Milk - hoje no banho estava pensando neste tópico (olha que lugar pra pensar), mas pensei - o cinema começou como arte, sim, só fazia cinema quem amava cinema, mas logo ele tornou-se lucrativo e começou a atrair que ama o dinheiro. Poxa, a política está cheio deles.... isso quer dizer que o cinema de arte virou indústria. Que se "FODHA" se tem história, o que eles querem é que tenha grana....

então o cinema no início deve ter sido bem mais mágico.

Carol escreveu:E isso me faz até levar em consideração outras coisas, o RPG da minha infância era mais mágico. Antes, era aparecer um Orc e todo mundo se maravilhava.Só o fato de estar jogando RPG era mágico.

Magic the gathering era a mesma coisa, era eu ver uma carta que nunca havia visto, e eu ficava maravilhada, com a ilustração, o texto, os efeitos, tudo.

Hoje, é bem mais banal.

É, acho que tudo se resume a saber crescer, e ver que o mundo mudou.

Querendo ou não, grande parte das nossas revoltas da infância e adolescência estão diretamente relacionadas com o não entendimento dos pensamentos e ideias dos nossos pais, e a dificuldade que temos de entende-los.

Agora a dificuldade é de entender quem vem vindo ai... EU já não entendo as músicas mais, nem os filmes, nem os programas de TV.

Carol, realmente, o RPG era mágico... sabe porque. Porque não estavamos nem ai pras regras... o que o mestre falava era o que aceitávamos. Hoje paramos o jogo para consultar livros e discutir regras... tornou-se algo mecânico... é divertido, claro, mas antes ainda era muito mais.

Tento assistir os animes que assistia e durmo, me enfadonho... acho que realmente crescer é algo que nos deixa nostalgico, né Milk, mas crescemos, os valores tornam-se outros.... enfim... pretendo permanecer com uma criança viva dentro de mim, porque a criança tem fé, esperança e brilho ao viver e quero ser um velho jovem...

Momento nostálgico - e olha que sou o mais velho aqui dessa discussão.

_________________
Edson Lemes Júnior "Druida das Pradarias"
http://www.rpgbrasil.org - LOJA: http://www.rpgbrasil.org/loja
Twitter: @rpgbrasilorg
contato@rpgbrasil.org
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18534
Idade : 37
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 98
Pontos : 25617
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jul 02, 2012 7:48 pm

verdade cara...

encontrei um velho amigo, dos tempos de infância. pensei que íamos falar dez dias seguidos para deixar em dia nossa amizade... que nada !

O cara hoje é engenheiro, tem carrão, casão... mas eu nada. sei lá, parece que não combina a minha realidade com a dele. mas temos inúmeras idéias pra trocar ainda, o cara é supimpa ! sem falar a namorada dele que é... vixi maria, ela é !

Cara, entendo melhor agora a situação. assim como o cinema evolui, em transição, nessa mescla eclética de sei lá o que com vixi ! que que é isso ?, tenho de aceitar. Não sou cinéfilo, cinélatra, nem ligo muito pra filmes... fico com os antigos, de orçamento baixo e nenhuma bilheteria.

Sabe que eu nem me canso de ve-los ? acho que é porque tenho a memoria péssima.
Música também. eu nem tento encontrar novas bandas, fico com as mesmas.

deve ser porque esses filmes e essas músicas, além de me levar ao passado, me desperta as emoções que eu sentira naquela época.

Cara, isso é freudiano ! Tipo, você tem ou as mesmas emoções das representações, só que sem as representações, ou somente as representações sem as emoções. daí você fica ruminando o passado em busca daquela sensação, daquele sentimento que te fora suscitado pela arte, ou procura desesperadamente a lembrança de quando começou isto que você está sentindo agora. Tudo quanto remete à arte, seja em música, filme, anime... não te preenche mais por haver novidades, e estas novidades não tem mais graça nenhuma pra quem as vê, porque não são, nem nos deixam como quando começamos a gostar dessas coisas.

Há também a possibilidade destas emoções, sentimentos, serem tranferidos a outras representações. Daí você nem sabe se gosta mais da mesma coisa mas continua a vê-la mesmo assim, na tentativa de recuperar aquele sentimento que está alojado em alguma outra coisa que você goste. ou este sentimento pemanece na representação, mas esta está distorcida, você se confunde.

Daí tentamos assistir estes filmes novos que vem por aí, mas nos decepcionamos, por não nos dar o mesmo prazer dos filmes que já gostamos. Primeiro nos aparece as sensações destes filmes, o que nos anima a ver os filmes novos; mas, quando od assistimos o que vemos não é compatível com o que sentimos pelo mesmo tipo de filme que viramos. Ou, sabemos o filme como ele é, mas ao assisti-lo, não nos causa a sensação que os outros filmes que conhecemos nos causara.
Nossos sentimentos e pontos de vista e critérios acerca dessas coisas não mudaram. nem penso que mudem simplesmente, a não ser com um grande choque, consequencia de uma grande decepção ou imenso contentamento.


tanto a lembrança quanto os sentimentos te fazem querer permanecer gostando das mesmas coisas sempre !

EUREKA !!!

Cara, somos NEURÓTICOS. Uau !

Meu, eu estou lendo muito sobre isso. faz sentindo, mesmo que poucos hoje em dia entendam Freud, ou queiram se dar ao luxo de lê-lo.

Nossa, quero falar mais sobre isso, minha mente se expandiu de maneira tal que acho que vou entrar em alfa, que vou ser transladado ao 13o. céu, que vejo o Shangri La, que cheguei a Tyr Nan Og, que adentro Asgard, que vejo Quetzacoaltl em batalha contra aquela outra mulher asteca que não me lembro o nome... VIXI !

Calma, aqui não é o lugar (endoidando feio).
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 330
Idade : 29
Localização : joao monlevade, São Paulo atualmente (Sumaré)
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 9
Pontos : 2346
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Cinema do século XX

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum